A puta que o pariu

Nasci no dia 25 de Outubro de 1983,porque aquela que chegou antes de mim,deu-me o direito de viver.
Tão pequenino
Nem gritar podia
Dormia sereno
Sem nunca contemplar a luz do dia

Crescia como uma pequena semente
Início de toda a gente

Arrancado da sua morada
Desta nada levou
Não teve pecado
Bem antes que o tivesse
Foi sacrificado

Um infante regurgitado enquanto dormia
Negaram-lhe o destino inteiro
Não soube do mundo
No chão do beco o futuro jazia

Testemunhou o sofrimento no exacto momento em que nascia...

1 comentários:

Allan Ruy | 4 de outubro de 2010 19:56

mutter, mutter, ....

Postar um comentário